Pagamento extra anualmente com o PIS – Saque antes do décimo terceiro

O décimo terceiro é um dos pagamentos extras mais aguardado pelos trabalhadores, no entanto, não é único. O PIS também é um recurso financeira pago ao trabalhador que, inclusive, cai bem antes do décimo.

O que você gostaria de ver agora?


Com esse dinheiro, milhões de brasileiros conseguem desapertar o orçamento no meio do ano e ficam mais tranquilos até a chegada do décimo terceiro, outro recurso que ajuda demais os brasileiros.

Para não perder essa oportunidade que aparece todo ano, não deixe de ver quem tem direito ao Pis. Saber se tem ou não direito é o primeiro passo para ter acesso a esse recurso financeiro.

O que é PIS

O PIS é a abreviação de Programa de Integração Social, um imposto social que serve para financiar o seguro-desemprego, o abono e a participação na receita de órgãos e entidades, tanto para os trabalhadores do setor público, como do privado.

Esse programa garante ao trabalhador um abono salarial anual. Porém, não é todo trabalhador que tem direito.

Com esse recurso, os trabalhadores podem sacar um dinheiro extra para quitar dívidas, viajar ou até mesmo investir no mercado de ações, se quiser. 

Existem alguns grupos que não tem direito ao PIS, mesmo que sejam trabalhadores formais, são eles:

  • empregados domésticos
  • trabalhadores rurais empregados por pessoa física
  • trabalhadores urbanos empregados por pessoa física
  • trabalhadores empregados por pessoa física equiparada a jurídica
Dinheiro extra anualmente com o PIS
Quem tem direito ao PIS e a Cota
DESCUBRA

Como consultar o valor e a data de pagamento do PIS?

O valor do abono salarial pode ser de até um salário mínimo, de acordo com o número de meses trabalhados. 

Só ganha o valor inteiro quem trabalhou os 12 meses do ano anterior. Com o reajuste do salário mínimo em 1º de maio, o valor do abono salarial varia de R$101 a R$1.320.

Para saber quanto e quando receber o PIS, você pode usar a Carteira de Trabalho Digital, o site ou o app Caixa Trabalhador. Para isso, é necessário ter o número do NIS (PIS/Pasep) em mãos.

O calendário de pagamentos do PIS começa em fevereiro e vai até julho. Contudo, existe um prazo máximo para resgatar esse recurso, portanto, fique atento.

Caso o trabalhador esqueça de resgatar o valor no prazo estipulado, ele tem até 5 anos para solicitar a devolução do montante.

Por isso, é muito importante verificar se não tem direito a esse recurso financeiro. Quem sabe, você tem direito e nunca sacou.


Conclusão

O PIS é um programa social que beneficia os trabalhadores de empresas privadas com um abono salarial anual. 

Com ele, você não precisa mais esperar até o décimo terceiro para organizar as finanças. Embora seja um beneficío destino ao trabalhador, nem todos tem direito.

Para não restar dúvida, não deixe de ver quais são os requisitos necessário para receber o PIS.

 

Dinheiro extra anualmente com o PIS
Veja se tem direito e onde sacar o seu PIS
Direito do trabalhador!
Trends